Argentina empata com Paraguai, segue na lanterna e fica perto de vexame histórico na Copa América

20 jun 2019

E segue o drama da Argentina na Copa América 2019!

Nesta quarta-feira, a Albiceleste ficou no empate por 1 a 1 com o Paraguai, pela 2ª rodada do grupo B, no Mineirão, em Belo Horizonte, e se complicou ainda mais na classificação.

O volante Sánchez abriu o placar para os alvirrubros na primeira etapa, deixando a situação argentina tenebrosa. No segundo tempo, Lionel Messi empatou de pênalti, mas a reação de sua equipe parou por aí.

Getty Images

Com o resultado, a Argentina soma seu 1º ponto, mas segue na lanterna da chave, já que o Catar também tem só 1 ponto, mas conta com saldo de gols -1, contra -2 dos hermanos.

Grupos, tabela e chave do mata-mata: tudo na página especial da competição. Clique aqui e também fique por dentro de notícias, vídeos e opiniões exclusivas. #ESPNnasAméricas

O Paraguai, por sua vez, vai a 2 pontos e é vice-líder, atrás da Colômbia, que já tem 6 e está classificada.

Na última rodada, portanto, o Albiceleste tem a obrigação de ganhar do Catar para terminar ao menos em 3º lugar, o que pode valer a classificação.

Se empatar com os asiáticos, porém, a equipe de Lionel Scaloni será eliminada ainda na fase de grupos, num verdadeiro cataclisma.

A última rodada da chave B será jogada no próximo domingo, às 16h (de Brasília), com Colômbia x Paraguai, na Fonte Nova, e Argentina x Catar, na Arena do Grêmio.

O JOGO

Com torcida em maioria no estádio, a Argentina começou o jogo indo para cima e criou boa chance logo aos 5 minutos, quando Messi invadiu a área pela direita e tentou cruzamento rasteiro. Junior Alonso, porém, conseguiu afastar antes que alguém completasse.

No entanto, a sequência da partida foi extremamente monótona, com o Paraguai bastante cauteloso na defesa e a Albiceleste totalmente sem inspiração, errando muitos passes e pouco chegando à área rival.

Só aos 26 minutos os torcedores voltaram a se levantar: em rápido contra-ataque paraguaio, Derlis González recebeu ótima enfiada, entrou na área e disparou cruzado. A bola desviou na zaga e saiu tirando tinta da trave.

Na cobrança do escanteio, Gustavo Gómez fez o desvio e Derlis apareceu bem novamente, mas errou a finalização e mandou por cima.

A resposta argentina veio aos 33 minutos, em falta cometida quase na meia-luta dos alvirrubros. A torcida gritou “Messi, Messi, Messi”, e o camisa 10 se prontificou a cobrar, mas mandou fraquinho, facilitando a defesa de Gatito Fernández.

No contra-golpe, porém, o Paraguai foi fatal: Almirón fez excelente jogada pela esquerda e cruzou rasteiro. A bola passou por toda a zaga adversária e encontrou Sánchez completamente livre para acertar o cantinho de Armani e abrir a conta.

Explosão de alegria guarani nas arquibancadas com o 1º gol de Sánchez pela seleção, e os torcedores brasileiros ainda aproveitaram para tirar sarro dos argentinos.

Na segunda etapa, o técnico da Argentina foi para o tudo ou nada: tirou Pereyra no meio-campo e colocou Agüero para reforçar o ataque.

E o atacante do Manchester City entrou com vontade: logo em uma das primeiras bolas que recebeu, ele ajeitou para trás e Lautaro Martínez mandou no travessão. Na sobra, Messi soltou a bomba, mas Gatito fez excelente defesa e espalmou para escanteio.

Após o lance, porém, o árbitro Wilton Pereira Sampaio consultou o VAR e notou desvio no braço de Piris na finalização de Lautaro, marcando pênalti para a Argentina.

Messi chamou a responsabilidade e bateu forte para empatar no Mineirão.

Só que não deu tempo nem de comemorar direito: logo depois, o Paraguai foi ao ataque e Derlis González e foi derrubado por Otamendi: pênalti claro para os alvirrubros.

O próprio jogador do Santos pegou a bola e pediu para bater. Ele escolheu o canto esquerdo de Armani, que pulou bem e espalmou para escanteio, salvando a Albiceleste.

E o castigo veio quase que imediatamente: aos 20, Messi cruzou da esquerda e Lautaro Martínez cabeceou por cima, com a bola zunindo sobre o travessão de Gatito.

Depois disso, o técnico do Paraguai tratou de travar o jogo, já que o empate claramente lhe satisfazia, e conseguiu segurar a igualdade até o fim, deixando a Argentina em situação dramática.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 1 x 1 PARAGUAI

Local: Mineirão, Belo Horizonte-MG
Data: 19 de junho, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Público: 35.265 pagantes / 2.753 não-pagantes
Renda: R$ 6.718.370,00
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (BRA)
Assistentes: Marcelo Van Gasse e Rodrigo Corrêa (ambos BRA)
VAR: Leodán Gonzales (URU)
Cartões amarelos: Armani, Otamendi e Tagliafico (ARG); Rodrigo Rojas, Piris e Gustavo Gómez (PAR)

GOLS
ARGENTINA
: Messi, aos 11 minutos do primeiro tempo
PARAGUAI: Sánchez, aos 36 minutos do primeiro tempo

ARGENTINA: Armani; Casco, Pezzella, Otamendi e Tagliafico, Pereyra (Agüero), Paredes, Lo Celso e De Paul (Matías Suárez); Messi e Lautaro Martínez (Di María) Técnico: Lionel Scaloni

PARAGUAI: Gatito Fernández; Piris, Gustavo Gómez, Junior Alonso e Arzamendia; Rodrigo Rojas, Sánchez, Matías Rojas e Derlis González (Escobar); Almirón (Ortíz) e Santander (Romero) Técnico: Eduardo Berizzo

ESPN