Bem vindo ao Alhandra em Foco, 20 de Setembro de 2017
Facebook do Alhandra em Foco Twitter do Alhandra Alhandra em Foco no Youtube Instagram do Alhandra em Foco Zap do Alhandra
21 mar 2017 às 7:57 am

Associação dos Juremeiros de Alhandra comemora cinco anos

A Associação dos Juremeiros do município de Alhandra  comemorou no último domingo (19) cinco anos de formação, a festa teve a participação de entidades ligadas a religião do estado de Pernambuco como o Malunguinho , e outras de diversas cidades do litoral sul, o tema principal foi a junção das entidades local para o crescimento e fortalecimento dos juremeiros.

Segundo mãe Judite, vice-presidente da Associação, a luta é pelo crescimento, contra o preconceito e a lembrança das nossas raízes, as religiões tradicionais indígenas, divindades africanas e especificidades do catolicismo. São conhecida também pelo nome de Catimbó, como pode ser observado nos arquivos policiais, essas entidades foram muito perseguidas na primeira metade do século XX, e até os dias atuais seus praticantes sofrem discriminação religiosa em diversos círculos sociais, inclusive no meio de outras religiões de tradição africana. Ela alertou contra o uso de pessoas não qualificadas trabalhando e usando o nome de religiões sem a devida autorização, e convidou a todos que procurem Associação para que as informação complementares sejam esclarecidas.

A tradição dos mestres juremeiros na Umbanda de Alhandra, versa sobre o culto da Jurema, Alhandra (município localizado no litoral sul da Paraíba), tendo como principal objetivo compreender o encontro entre esta tradição, que remonta aos índios da antiga aldeia Aratagui, e a Umbanda, cuja expansão acompanha a burocratização das instituições religiosas no Estado. A partir dos relatos dos seus protagonistas, a importância, na configuração dos atuais cultos umbandizados, desta tradição, que fez de Alhandra referência maior do culto para os juremeiros nordestinos.

 

Nelson Santos


Desenvolvido por Ricardo Alexandre