Ator paraibano teria sido vítima de homicídio e não latrocínio, diz PM

10 jan 2019

A Polícia Militar prendeu novamente, nesta quarta-feira (09), o homem suspeito de matar o ator paraibano Simão Almeida no último domingo (06) no Centro Histórico da Capital.

O coronel Sena informou que o suspeito foi encaminhado para Central de Polícia onde será apresentado ao delegado.

O homem havia sido liberado ontem por falta de prova, mas foi detido novamente após os policiais terem acesso a um vídeo do circuito interno de câmaras de uma loja, onde, segundo a polícia, mostra indícios que o artista foi vítima de homicídio e não de latrocínio, como foi cogitado inicialmente. Nenhuma das duas hipóteses, porém, está descartada. Apenas um inquérito da Polícia Civil poderá concluir a causa do crime.

Assassinato no ator 

O ator Simão Almeida foi assassinado na madrugada do último domingo (06) na calçada onde ficam as paradas de ônibus próximo ao 1º Batalhão da Polícia Militar no Centro de João Pessoa. O corpo do artista foi enterrado na segunda-feira (07) em Campina Grande.

MaisPB