Cagepa cobra débitos de 2015 e 2016 da Prefeitura de Alhandra e ameaça cortar fornecimento de água

9 jan 2019

Clique nos links abaixo e veja a notificação

DÉBITOS CAGEPA 2015

DÉBITOS CAGEPA 2016

Mesmo após dois anos, a atual gestão alhandrense não consegue se livrar de débitos deixados pela administração do ex-prefeito Marcelo Rodrigues (MDB). O prefeito de Alhandra Renato Mendes (DEM) foi surpreendido com uma notificação da Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba (Cagepa), cobrando da Prefeitura Municipal faturas não quitadas relativas ao fornecimento referente ao período de julho a dezembro de 2015 e de janeiro a dezembro de 2016, informando ainda que haveria corte da distribuição de água em todos os órgãos públicos de Alhandra, caso o débito não fosse quitado imediatamente.

Para evitar o corte no fornecimento e impedir que os serviços públicos fossem prejudicados, o prefeito se encaminhou nesta terça-feira (08) à unidade da Cagepa em Alhandra para obter mais detalhes do prejuízo deixado pelo ex-gestor, em seguida, esteve na sede da Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba, onde negociou o débito de cerca de R$ 230 mil reais.

Sendo R$ 49.909,55 referentes ao ano de 2015 e R$ 182.696,12 relativo ao ano de 2016.

Renato Mendes lamentou o fato e disse estar surpreso que após dois anos ainda tenha que quitar contas da gestão passada.

“Mais um ato de improbidade administrativa do ex-prefeito. Iremos acionar novamente o Ministério Público da Paraíba levando toda documentação de cobrança da Cagepa. Infelizmente, foi isso que herdamos, contas, débitos, um caos administrativo que com muito trabalho e planejamento conseguimos superar. Mas, ainda me surpreendo com a falta de zelo e de responsabilidade de quem não soube administrar. Estamos no segundo ano de gestão e mesmo assim ainda não conseguimos nos livrar das dezenas de parcelamentos que tivemos que fazer para garantir o fornecimento de água, energia, serviços bancários, dentre outros. São mais de 230 mil gastos em 2015 e 2016 que teremos que pagar agora, infelizmente”, lamentou o prefeito.

Alhandra em Foco com portal do Litoral