Bem vindo ao Alhandra em Foco, 23 de Setembro de 2017
Facebook do Alhandra em Foco Twitter do Alhandra Alhandra em Foco no Youtube Instagram do Alhandra em Foco Zap do Alhandra
11 set 2017 às 7:47 am

Com prisão decretada, Joesley Batista e Saud se entregam à Polícia Federal

Joesley Batista e Ricardo Saud, cuja prisão foi decretada pelo ministro Edson Fachin por violação do acordo de colaboração premiada, se entregaram na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo na tarde deste domingo (10).

Uum dos dono da JBS, Joesley deixou a casa do pai no Jardim Europa às 13h45, Zona Sul de São Paulo, em uma Hilux após o relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, acatar seu pedido de prisão.

Em nota, as defesas de Joesley e Saud disseram que “não mentiram nem omitiram informações no processo que levou ao acordo de colaboração premiada e que estão cumprindo o acordo”.

“Em todos os processos de colaboração, os colaboradores entregam os anexos e as provas à Procuradoria e depois são chamados a depor. Nesse caso , Joesley Batista e Ricardo Saud ainda não foram ouvidos”, diz o texto.

Veja nota:

Joesley Batista e Ricardo Saud, da J&F, se apresentaram voluntariamente à Superintendência da Polícia Federal, na tarde de hoje, em São Paulo.

Joesley Batista e Ricardo Saud reafirmam que não mentiram nem omitiram informações no processo que levou ao acordo de colaboração premiada e que estão cumprindo o acordo.

Em todos os processos de colaboração, os colaboradores entregam os anexos e as provas à Procuradoria e depois são chamados a depor. Nesse caso, Joesley Batista e Ricardo Saud ainda não foram ouvidos. 

No dia 31 de agosto, cumprindo o prazo do acordo, além dos áudios, foi entregue uma série de anexos complementares, e os dois colaboradores ainda estão à espera de serem chamados para serem ouvidos.

O empresário e o executivo enfatizam a robustez de sua colaboração e seguem, com interesse total e absoluto, dispostos a contribuir com a Justiça.

Estadão


Desenvolvido por Ricardo Alexandre