Bem vindo ao Alhandra em Foco, 18 de Agosto de 2017
Facebook do Alhandra em Foco Twitter do Alhandra Alhandra em Foco no Youtube Instagram do Alhandra em Foco Zap do Alhandra
13 jul 2017 às 7:48 am

Corinthians vence Palmeiras e se firma como favorito ao título

Se ainda restava alguma dúvida sobre a força do Corinthians, ela acabou com a vitória por 2 a 0 no clássico contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, na casa do arquirrival. Organizado, frio e letal, o Timão obteve um resultado tão grande capaz de colocá-lo, de uma vez por todas, como o grande favorito ao título brasileiro. Do lado verde, a fraca atuação diante de 39.091 torcedores pressiona Cuca e a equipe a responderem, principalmente na Taça Libertadores.

O Corinthians tem agora 35 pontos em 39 possíveis (aproveitamento de 89,7%) e fica em uma cômoda condição na liderança do torneio. Santos e Flamengo dividem o segundo lugar, com 23, mas os cariocas ainda jogam contra o Grêmio, nesta quinta, no Rio de Janeiro. O Palmeiras aparece em sexto, com 19, já bem distante da disputa pelo título.

Sem perder desde março, quando foi batido pela Ferroviária, o Corinthians acumula 27 partidas de invencibilidade, a quinta maior da história do clube – o recorde é de 37 jogos, em 1957. O Palmeiras viu chegar ao fim a série sem derrotas em sua arena. Foram 28 jogos (21 vitórias e sete empates). Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta o Atlético-PR, sábado, às 19h, em Itaquera. O Palmeiras vai a campo no domingo, diante do Vitória, às 11h, em São Paulo.

O JOGO Cuca colocou o Palmeiras no ataque desde o início e encontrou uma muralha pela frente. O Verdão concentrou as tentativas pelos lados, sobretudo com Tchê Tchê e Róger Guedes pela direita, mas pouco criou. Como de costume, o Corinthians formou duas linhas de marcação muito compactas na entrada da área. No ataque, o Timão foi decisivo. Romero deu lindo passe para Guilherme Arana sofrer pênalti de Bruno Henrique. Jadson marcou. A resposta não veio. Apesar de ficar com a bola, os donos da casa erraram bastante o último passe e praticamente não levaram perigo a Cássio.

Na volta do intervalo, Cuca apostou em uma mudança diferente. Borja entrou no lugar de Bruno Henrique, e Róger Guedes virou lateral-direito, com Tchê Tchê passando para o meio. De nada adiantou. Com Dudu e Guerra em noite bastante ruim, o Palmeiras sofreu para criar. O Corinthians manteve a calma, pouco errou e soube controlar o adversário. O gol decisivo saiu justamente em cima de Róger Guerdes na lateral. Arana recebeu de Romero, bateu cruzado para vencer Fernando Prass, silenciou a arena e o acabou com qualquer chance de reação do rival.

G1


Desenvolvido por Ricardo Alexandre