Em áudio vazado, ex-prefeito Marcelo Rodrigues revela esquema para comprar apoio de vereadores por 50 mil em Alhandra

27 jun 2020

Um áudio que circula nas redes sociais mostra trecho de uma conversa entre o então prefeito da época, Marcelo Rodrigues, com pessoas não identificadas sobre um esquema para compra de apoios de vereadores na cidade de Alhandra.

No áudio existe a distorção da voz de quem gravou o conteúdo e destaca a fala de Marcelo Rodrigues que se vangloria por “comprar” dois vereadores para fazer parte de sua base quando era prefeito e reclama da intromissão do vereador Edielson Nunes, que atrapalhou a “compra” do terceiro parlamentar. Na conversa, a pessoa que gravou o áudio pede para Marcelo Rodrigues não medir esforços na compra dos políticos.

Em sua fala, Marcelo Rodrigues que agora é pré-candidato a prefeito de Alhandra e diz que é um homem honesto, justo e odeia corruptos e corrupção diz o seguinte:

“Eu fechei os dois vereadores, um por 60 outro por 50. E o terceiro pediu 50 mil também, aí o que aconteceu, eu fui mais Edielson feito um tolo, os outros dois eu fui só e dei 30 mil conto no pé do pacote. Aí ele exigiu duas secretarias e esse dinheiro. Mas eu ia fechar”, falou Marcelo.

Questionado por qual motivo não fechou, ele respondeu o seguinte:

“O porra do Edielson destruiu. É o seguinte, os outros a gente fechou sem secretaria e Edielson queria que se desse as duas secretarias diminuísse 20 mil conto, ficou aquele embate e o caba se fechou, se fechou de um jeito… Eu disse assim, tome os 30 e dê uns dias para eu dar os 20. Ele [Edielson] quis negociar, aí o cara foi se endurecendo e não teve conversa mais não, pegou o carro e foi embora. Quando você quer fazer um negócio, quando o cara quer vender é fácil você comprar”, revelou  no áudio o então prefeito Marcelo Rodrigues.

Ainda na conversa, Marcelo destacou o desejo de ter em sua base aliada o atual vice-prefeito Lêdo Salvino que era vereador. “Um cara que eu queria que tivesse do nosso lado porque a família dele quase toda já é, é Lêdo de Mata Redonda. O Lêdo tá meio insatisfeito com o deputado, esperando o sinal”, pontuou Marcelo.

De acordo com informações, a gravação foi realizada durante o pleito eleitoral de 2014 onde Marcelo Rodrigues queria mostrar sua força e popularidade para apoiar o governador Ricardo Coutinho que disputava sua reeleição.

Resta saber de onde foi tirado tanto dinheiro para compra de apoios, apenas nesse áudio o valor circula em torno de R$ 160 mil.

Enquanto o “honestão de Taubaté” esbanjava dinheiro para políticos, negava um pacote de leite a uma mãe de família (quem não lembra)?

Alhandra em Foco com Portal do Litoral