Bem vindo ao Alhandra em Foco, 24 de Agosto de 2017
Facebook do Alhandra em Foco Twitter do Alhandra Alhandra em Foco no Youtube Instagram do Alhandra em Foco Zap do Alhandra
4 ago 2017 às 7:48 am

nep devolve dinheiro a candidato da PB que pagou 10 vezes valor da taxa do Enem

O estudante paraibano que pagou R$ 820 pela inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 recebeu nesta quinta-feira (3) o valor excedente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Em maio deste ano, o pai do candidato, Lenilson Guedes, colocou um zero a mais na hora de pagar a taxa de R$ 82.

“Foram vários e-mails que eu mandei para a ouvidoria do Governo Federal reclamando que o Inep não tava resolvendo o meu caso. Acho que de tanto encher o saco e depois que a imprensa divulgou, eles resolveram devolver do dinheiro. Mas foi sufoco. Finalmente, hoje, o dinheiro, eu recebi na boca do caixa”, explicou Guedes.

O Inep ressaltou que o edital do Enem 2017 explicita em seu item 3.2.2 “que o valor referente à taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, exceto no caso de cancelamento do Enem 2017”. Entretanto, a Comissão de Demandas do Inep decidiu pelo reembolso da diferença dos valores.

Relembre o caso

O estudante paraibano Leonardo Guedes, de 17 anos, entrou com uma ação na Justiça contra o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para tentar recuperar o valor excedente pago pela taxa de inscrição do Enem 2017. O candidato acabou pagando R$ 820 pela inscrição em vez de R$ 82. Na época, o Inep informou ao G1 que o valor não seria devolvido.

“Eu cometi um erro quando fui pagar a taxa do Enem do meu filho. É que quando foi para debitar na minha conta do Banco do Brasil, acabei colocando um zero a mais e saiu R$ 820, quando o certo seria R$ 82”, explicou o pai do estudante, o jornalista Lenilson Guedes.

Para Lenilson, o Inep se apropriou de um dinheiro que pertence a ele. O jornalista ressaltou que não quer o cancelamento da inscrição, mas apenas o valor excedente que foi pago. “Lamento que o Inep tenha esse tipo de postura. O edital prevê que a taxa do Enem não será devolvida. O meu caso é totalmente diferente. Eu apenas quero ter o dinheiro que passou da taxa de inscrição. Nada mais do que justo”, afirmou Guedes.

O pai do candidato explicou que a transação foi feita diretamente nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil e o valor foi descontado automaticamente de sua conta corrente, não sendo possível corrigir o erro. Ele ainda procurou a gerência do banco, mas foi informado que a instituição não tinha competência para estornar o valor pago.

G1


Desenvolvido por Ricardo Alexandre