Policial militar toma celular de repórter que fazia entrevista na Câmara de Cabedelo

5 dez 2018

Um policial militar tomou o celular e deu voz de prisão ao repórter Ecliton Monteiro na tarde desta quarta-feira (5). Ele estava no exercício da profissão realizando uma cobertura ao vivo com entrevista da presidente da Câmara de Cabedelo, Geusa Ribeiro (PRP), quando foi abordado na saída da Casa Legislativa pelo sargento Barros, da PM.

Após a repercussão do fato, ao vivo, durante o programa Correio Debate na rádio Correio, o aparelho celular do repórter Ecliton Monteiro foi devolvido pelo policial militar.

O sargento argumentou em conversa ao vivo com Nilvan Ferreira que tomou o celular de Ecliton porque não poderia ter sua imagem registrada em vídeo. Nilvan disse que não poderia haver censura ao trabalho do jornalista Ecliton Monteiro. O repórter informou que o aparelho foi devolvido após o diálogo no ar entre Nilvan e o policial.

O coronel Euller Chaves, comandante da Polícia Militar da Paraíba (PMPB), informou ao repórter Ecliton Monteiro que será aberto um processo de sindicância para a investigação do caso envolvendo o sargento.

Portal do Litoral