Prefeito paraibano proíbe uso de celular em repartições públicas

20 out 2017

O prefeito Jarques Lúcio (DEM), de São Bento, no Sertão da Paraíba, a 375 km de João Pessoa, publicou um decreto nessa terça-feira (17) que proíbe que os servidores do município utilizem as redes sociais por celulares, tablets e smartphones nas repartições públicas. A decisão polêmica tem, segundo o prefeito, objetivo melhorar o rendimento da gestão administrativa.

Os funcionários que descumprirem a nova regulamentação estarão sujeitos às sanções administrativas e legais. De acordo com o prefeito, que também é médico, o uso indiscriminado da internet tem sido prejudicial para a saúde das pessoas.

“A própria ciência vem mostrando o prejuízo que a internet e o celular vêm trazendo às pessoas. Atualmente, o celular é a maior causa de acidente de trânsito, superando o álcool, por exemplo. Claro que a internet é importante para muitas coisas e também auxilia muito as pessoas. Mas a gente percebeu que a produção no trabalho diminuiu. Então a medida se fez necessária, porque a população não pode ser prejudicada porque tem gente que fica nas redes sociais no horário de trabalho”, explicou.

O gestor ainda esclareceu que os funcionários continuam tendo o direito de levar seus celulares para as repartições. “Não estamos proibindo os funcionários de usar o celular, ligar, buscar informações, caso precise. O que não pode mais acontecer é ficar usando o celular para ficar nos perfis pessoais das redes sociais”, finalizou.

 

Portal Correio