Prefeitura investiga denúncia de assédio a mulher em base do Samu

13 fev 2020

A Prefeitura Municipal de Picuí determinou a instauração de sindicância para investigar denúncia de assédio sexual praticado no interior da base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O caso repercutiu nas redes sociais e foi informado à Procuradoria do município por meio de memorando.

A acusação partiu da mulher assediada, que diz ter sido vítima de um servidor da base no último dia 18 de janeiro. Para instaurar a investigação a Prefeitura levou em consideração a repercussão dos fatos nas redes sociais a partir de publicação da possível vítima.

Uma comissão de sindicância foi constituída para apura os fatos para ouvir os servidores lotados na repartição, a vítima e pessoas que tenham presenciado os fatos ou que possam colaborar com as investigações.

O resultado do trabalho deverá ser apresentado em 15 dias.

MaisPB