Bem vindo ao Alhandra em Foco, 18 de Agosto de 2017
Facebook do Alhandra em Foco Twitter do Alhandra Alhandra em Foco no Youtube Instagram do Alhandra em Foco Zap do Alhandra
25 jul 2017 às 5:47 am

Protesto em Ponte de Cupissura termina com um detido por dano ao patrimônio Público

A situação deplorável da Ponte de Cupissura, distrito da cidade de Caaporã, levou os moradores da localidade a realizarem um protesto nesta segunda-feira (24) bloqueando a passagem de veículos e incendiando pneus. A Ponte que fica numa rodovia de responsabilidade do Governo do Estado é engolida pelas águas sempre que chove na região e fica intransitável.

Porém, o que chamou atenção foram os atos de vandalismo de alguns participantes do protesto, um deles de posse de uma marreta começou a quebrar e destruir a ponte, ou seja, o que já estava ruim ficou ainda pior. Outros moradores que foram contra ao protesto acionaram a Polícia Militar que esteve no local e conduziu o “marretador” à delegacia de Caaporã, onde foi ouvido pelo delegado e vai responder pelo crime de Dano ao Patrimônio Público.

De acordo com o Capitão Kelton, comandante da 1ª CIPM, o detido foi identificado como Pedro José da Silva Filho, conhecdio como “Bebeto”. O capitão ainda informou que os demais vândalos que foram flagrados nos vídeos danificando a ponte devem ser convocados pelo delegado e serão também enquadrados no mesmo crime.

O delegado de Caaporã, Braz Morroni, informou que o preso se encontra na cadeia pública de Alhandra, onde aguarda audiência de custódia com a juíza de Caaporã.

Um morador se revoltou e lamentou que tenham feito do protesto um ato político e até sem saber que a responsabilidade é do Governo do Estado, através do DER. “O protesto é válido, mas sem envolver nome de prefeito, de deputado, aqui é para o povo e eu até fiquei impedido de trabalhar por causa desse vandalismo. Tinha gente dizendo que a prefeitura deveria reconstruir a ponte, sendo que a responsabilidade é do DER”, disse José Aquino.

O problema da Ponte do Rio Pitangas, em Cupissura, se arrasta por décadas, e alguns que protestaram no local eram ex-funcionários da gestão passada, do mesmo ex-prefeito que em cinco mandatos nunca buscou uma solução para a ponte e muito menos para as estradas que cortam a cidade.

O atual prefeito Kiko Monteiro em apenas sete meses de mandato, buscou ao lado do deputado Branco Mendes, a agilidade do Governo do Estado para solucionar o caso e o Departamento de Estradas de Rodagens da Paraíba (DER-PB), confirmou que será necessário a construção da Ponte e a licitação para o início das obras já está em andamento.

“O projeto já está pronto para construir uma ponte elevada sobre o Rio Pitangas, temos que realizar a licitação e posteriormente iniciar as obras não só na ponte, mas em toda extensão da estrada. Isso leva tempo, não se constrói uma ponte da noite para o dia. Essa que está aí foi construída sem planejamento, por isso causa tantos transtornos”, disse Carlos Pereira, superintende do DER, durante entrevista na Alhandra FM, com o radialista Luiz Cláudio.

O deputado Branco Mendes lamentou o vandalismo na ponte e reafirmou que já esteve com o Prefeito Kiko Monteiro, vereadores e representantes de empresas da região em reunião no DER para dar agilidade não só a construção da ponte, como também a obra nas rodovias estaduais.

Na PB-044, por exemplo, o DER está instalando 11 quebra-molas, faixa de pedestres, placas de sinalização e sinalização horizontal em toda a sua extensão.

 

 

Alhandra em Foco com Portal do Litoral 


Desenvolvido por Ricardo Alexandre