Reajuste deixa o botijão mais caro a partir de hoje, e produto deve variar entre R$ 77 e R$ 79

7 nov 2018

O gás de cozinha para botijões de 13 kg, gás liquefeito de petróleo de uso residencial (GLP-P13), teve o terceiro reajuste deste ano. Ele ficou mais caro para o consumidor desde ontem, tendo um reajuste de 8,5% nas refinarias da companhia, e o produto deve variar em R$ 77 e R$ 79, podendo ser arredondado para R$ 80. Ontem o botijão ainda podia ser encontrado em algumas revendedoras de João Pessoa com o preço de R$ 72 que foi reajustado no dia 5 de abril último.

 

Alex dos Santos, que tem uma revenda de Gás GLP no bairro de Cruz das Armas, disse que ainda não tem conhecimento sobre o novo valor porque ainda não adquiriu o produto com o novo reajuste, “eu abasteci o meu ponto de vendas na última segunda-feira e estou vendendo sem o novo reajuste”, revelou.

 

O presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás GLP da Paraíba – Siregás- PB, Marcos Bezerra, disse que gás de cozinha acumula alta de 2,8% em 2018, já que a estatal passou a reajustar o produto trimestralmente. “O gás liquefeito de petróleo de uso residencial (GLP-P13) foi reajustado em 8,5% nas refinarias da companhia, sendo o terceiro reajuste deste ano já que em janeiro, a estatal passou a reajustar o produto trimestralmente”.