Secretaria de Ação Social de Alhandra inicia programação em alusão ao Dia 18 de Maio com palestras nas escolas

9 maio 2019

O dia 18 de maio é uma data marcada pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A Prefeitura Municipal de Alhandra, por meio da Secretaria de Ação Social, Creas, Cras, SCFV, Programa Bolsa Família e Criança Feliz, além do Conselho Tutelar, iniciaram uma extensa programação no município, colocando em prática o projeto preventivo que tem como perspectiva nortear as atividades em alusão ao dia 18 de maio.

Segundo a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Joana Darc, diante das constantes violações de direitos desse público, é necessária a mobilização para conscientizar a todos sobre o mandamento constitucional que é dever da família, da sociedade e do Estado, assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, absoluta prioridade a proteção integral.

“O Creas como órgão responsável em acolher e acompanhar todas as crianças e adolescentes vitimas de violação de direitos, busca construir estratégias e concretizar através de ações que mobilizem toda população em prol desta causa com objetivo de extinguir esta prática criminosa e nossas crianças e adolescentes venham a ser respeitados”, disse Joana.

Com vistas à finalidade de prevenção e conscientização, estão sendo realizadas ações com enfoque nesta temática que promovem a divulgação de serviços, informação e reflexão sobre este tipo especifico de violação de direitos. Os trabalhos desenvolvidos durante todo mês de maio, serão os seguintes:

Visitas com palestras nas escolas municipais e estaduais conscientizando os alunos sobre o tema 18 de maio; reunião com os pais dos alunos; divulgação na rádio comunitária e panfletagem na feira livre.

A secretária de Ação Social Fabiana Lins, destaca que a mobilização social é um mecanismo fundamental para conscientizar a população, sobre a importância da participação de todos os seguimentos nessa luta. “Unindo forças em defesa dos direitos de crianças e adolescentes é que iremos reforçar o projeto de combate ao abuso e exploração sexual”, pontuou Fabiana Lins.