TJPB decide manter prisão de seis suspeitos encontrados em flat após ataque ao PB1

13 set 2018

Após passarem por audiência de custódia, seis suspeitos de envolvimento no ataque à Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes (PB1), em Jacarapé, João Pessoa, foram levados para a unidade atacada e uma mulher foi conduzida para o Presídio Feminino Júlia Maranhão. Outras quatro mulheres foram liberadas na audiência de custódia realizada na tarde desta quarta-feira (12), no Fórum Criminal da Capital.

O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) manteve a prisão, então, de seis dos 10 suspeitos de atacar o PB1 na madrugada da segunda-feira (10) e facilitar a fuga de cerca de 105 detentos, entre eles, três dos envolvidos na explosão a um carro forte em Lucena, no começo de agosto.

O grupo com as 10 pessoas foi preso após ser encontrado em um flat no bairro de Manaíra. No local, havia seis fuzis e veículos que teriam sido usados no ataque ao PB1.

ClickPB