Justiça determina retorno imediato de João Sufoco ao cargo de vereador em Alhandra

12 mar 2024 - Alhandra / Destaque

Após cassação considerada injusta e polêmica, a Justiça determinou o retorno imediato do vereador João Sufoco ao cargo de vereador em Alhandra, nesta terça-feira (12). A decisão foi proferida pela juíza Daniere Ferreira de Souza, destacando a garantia do contraditório e ampla defesa, fundamentais em processos judiciais ou administrativos.

Na decisão, a juíza argumentou que a prolongada manutenção do ato ilegal comprometia a ordem pública.

“Querem me calar, me fazer recuar das graves denúncias que faço na tribuna e que levei ao conhecimento do Ministério Público e da Polícia, essa gestão foi alvo de operações devido a denúncias fundamentadas. A Justiça reconheceu a ilegitimidade da minha cassação sem direito a defesa. Vou continuar fazendo o meu trabalho, fiscalizar os erros dessa gestão e denunciar”, disse João Sufoco.

Nã decisão, a juíza também mandou notificar o Ministério Público sobre o ato controverso da Câmara Municipal de Alhandra.

A cassação do vereador ocorreu em 8 de fevereiro, em uma decisão controversa pela Câmara Municipal de Alhandra, presidida por Irmão Beto. A ausência de João Sufoco na sessão decisiva e a falta de oportunidade para apresentar sua defesa levantaram sérias questões sobre transparência e respeito ao processo legal.

Representando o partido União Brasil, João Sufoco foi alvo de alegações infundadas por parte dos colegas de parlamento que são da base do prefeito, enquanto o parlamentar da oposição vem fazendo graves denúncias contra a gestão do prefeito Marcelo Rodrigues.

O advogado Lucas Mendes, responsável pela defesa do parlamentar, esclareceu que a ausência do vereador na sessão que culminou com a cassação, se deu por motivos de saúde, comprovados por atestado médico enviado à Câmara com antecedência. A falta de fornecimento de documentos para embasar sua defesa também foi destacada, configurando uma violação ao devido processo legal.

Alhandra em Foco com Portal do Litoral