API e Amidi repudiam veiculação de vídeo apócrifo que ataca a honra da jornalista Joelma Alves

10 jul 2022

A Associação Paraibana de Imprensa (API), a Associação de Mídia Digital (Amidi), repudiam os ataques sofridos pela jornalista e associada das nossas instituições, Joelma Alves, que neste domingo (10), foi vítima da veiculação de um vídeo apócrifo e de uma conta falsa no Instagram que macula sua honra como profissional que exerce sua função reconhecidamente há quase 20 anos e como cidadã mãe de família dedicada.

Cobramos das autoridades uma investigação rigorosa e célere para que os autores desse crime virtual sejam descobertos e punidos com o rigor da lei. Não vamos nos calar e repudiamos à escalada de violência verbal, física e virtual sofrida por profissionais de imprensa nos últimos anos e que vem sendo ampliada devido ao período eleitoral.

Esperamos que esse fato não seja mais uma cena abjeta destes tempos sombrios, em que o ativismo político é rebaixado a isso. Também não queremos acreditar que a profissional está sendo atacada por ser mulher e militar na área política. Enfim, não podemos banalizar esse tipo de coisa. A API e AMIDI se solidarizam com a colega e com a redação do Portal do Litoral PB, e apoia as medidas jurídicas que a profissional e a empresa julgarem necessárias. Internet não é terra sem lei!