Concurso da PRF é mantido para o dia 9 de maio e candidatos poderão acessar os locais de prova no site a partir do dia 4

1 maio 2021

O Concurso 2021 da Polícia Rodoviária Federal (PRF) está confirmado para o dia 9 de maio. De acordo com informações obtidas com exclusividade pelo ClickPB, a PRF publicou nesta sexta-feira o Edital nº 7 com informações sobre as provas objetiva e discursiva.  O concurso PRF registrou mais de 304 mil candidatos inscritos.

As provas serão aplicadas para o provimento de 1.500 vagas no cargo de policial rodoviário federal, cujos salários atingem, inicialmente, o valor de R$ 9.899,88.

Os candidatos devem estar atentos ainda, ao lançamento dos locais de prova no sistema do site, a partir de terça-feira (04). Segundo a PRF, é preciso acessar o site da organizadora do certame (veja aqui) para verificar o local de realização dos exames.

Havia uma preocupação se o certame seria adiado pela segunda vez, devido à pandemia da Covid-19. O adiamento das provas que estavam marcadas para ocorrer mês passado ocorreu após reunião com o Cebraspe, banca organizadora do certame, que havia apresentado à instituição o atual cenário, considerando o agravamento da pandemia da Covid-19.

Os candidatos somente ingressarão ao local de aplicação das provas usando máscara, que pode ser descartável, de tecido ou de qualquer outro material. Além da máscara, será permitido o uso de protetor facial transparente (estilo viseira), vestimentas descartáveis (macacão impermeável), luvas descartáveis (desde que tenham coloração leitosa ou semitransparente), óculos de proteção transparente e toalhas de papel para higienização de mãos e objetos, independentemente da higienização a ser feita pela equipe do Cebraspe.

Entre outras orientações, o edital reforça aos candidatos as medidas de proteção para prevenção à Covid-19, que são:

Comparecer ao local de prova usando máscara e portando máscaras reservas para possibilitar a troca de sua máscara a cada duas horas;

Armazenar as máscaras usadas em saco plástico transparente, que deverá ser trazido pelo candidato;

Permanecer de máscara durante todo o tempo em que estiver nas dependências dos locais de aplicação de provas;

Submeter-se à verificação da temperatura corporal para acesso ao local de aplicação;

Observar o distanciamento adequado, conforme demarcação do piso com fita adesiva em frente aos portões de acesso, na entrada das salas de provas e dos banheiros;

Observar o distanciamento mínimo exigido na legislação aplicável entre os candidatos e entre membros da equipe de aplicação no local de  prova;

Verificar o horário de acesso e de entrada ao local de prova, conforme informado na consulta individual;

Submeter-se à pré-identificação pela equipe de campo na chegada ao local de aplicação, sem contato físico e sem o manuseio de documentos ou de qualquer outro objeto, podendo ser solicitado que abaixe a sua máscara para permitir a visualização do seu rosto – somente o candidato poderá manipular sua máscara – mantendo-se o distanciamento mínimo exigido;

Permanecer de máscara ao se retirar de sala para uso dos banheiros e observar os procedimentos de higienização das mãos nesses ambientes;

Manter os cabelos arrumados de forma que não caiam sobre sua face enquanto estiver dentro dos locais de aplicação;

Submeter-se ao controle de saída dos candidatos ao término das provas para evitar aglomeração.

O candidato também deverá levar o seu próprio recipiente contendo álcool em gel 70%, desde que esse recipiente seja transparente. Estes frascos não poderão ser compartilhados.

O Cebraspe não fornecerá máscaras nem álcool gel em frascos para uso individual, apenas de uso coletivo nas salas e nos locais de circulação, bem como sabão líquido e papel toalha nos banheiros.

Os candidatos terão a temperatura corporal aferida e se for superior a 37,5 °C, poderão ser encaminhados para realizar as provas em sala especial. Quem informar que testou positivo para a Covid-19 não poderá realizar as provas.

Recomenda-se que cada candidato leve água para o seu próprio consumo, em embalagem transparente, para evitar a utilização de bebedouros ou qualquer outro dispositivo de fornecimento coletivo de água para beber.