Vereador João Sufoco denuncia prefeito de Alhandra por compra de 1.000 botijões de gás superfaturados

13 abr 2021

Durante sessão da Câmara Municipal desta segunda-feira (12), o vereador João Sufoco denunciou o superfaturamento na compra de botijões de gás pela Prefeitura de Alhandra.

De acordo com documentos obtidos pelo parlamentar, a Prefeitura tentou realizar uma licitação que não houve interessados em firmar o contrato para fornecimento de gás, a gestão resolveu comunicar oficialmente ao Tribunal de Contas que compraria o gás no valor de mercado que seria R$ 80,42.

Porém, o prefeito Marcelo Rodrigues não cumpriu o que foi apresentado ao TCE e firmou um contrato com empresa local para adquirir 1.000 botijões de gás no valor de R$ 100,00 cada um, totalizando um gasto de R$ 100 mil reais.

“Ficam dez vereadores e o presidente da Câmara calados vendo um cara desviar vinte reais de uma mãe de família. Enquanto isso a covid mata o povo de Alhandra e aqui vem o puxa saco de prefeito defender desvio de dinheiro do gás. Agora faz qualquer coisa contra mim aqui, para vocês verem a bagaceira”, disso o parlamentar.

João Sufoco garante que quem compra gás na cidade de Alhandra adquire o produto por no máximo R$ 85 reais e acredita que haja um superfaturamento nessa compra feita sem concorrência, a livre escolha do prefeito. Ele desafiou os 10 vereadores presentes a dizer que compram gás pelo preço contratado, todos se calaram.

Durante o pronunciamento de João Sufoco, o também vereador Irmão Beto tentou argumentar para defender a gestão, mas, foi impedido de falar e ainda teve que ouvir que era um “babão” e puxa-saco do prefeito Marcelo Rodrigues.

“Como é que o caba vem para a Casa das Leis defender um erro? Pela lei das licitações você compra pelo menor preço, ele tá dizendo na presença de dez vereadores e do presidente da Câmara que tá certo? Babão de prefeito não, aqui é lugar de vereador que vem defender o povo. Puxa-saco não”, afirmou João Sufoco.

Alhandra em Foco

com informações do Portal do Litoral